10 Fatos que você deve saber sobre a Igreja Batista

Mais de 42 milhões de Batistas em todo o mundo compartilham uma tradição comum iniciada no início do século 17. Essa tradição enfatizou o sacrifício do Senhor e expiação de Jesus Cristo, o batismo dos crentes, a competência de todos os crentes para estar em relação direta com Deus e interpretar as Escrituras, a importância da igreja local, a garantia de liberdade na adoração e opinião e a necessidade de ser testemunhas de Cristo dentro da sociedade.

Os seguintes fatos são representativos da tradição e da prática dos Batistas.


1. Os Batistas acreditam que Jesus Cristo é Senhor e Salvador, e que a Bíblia é a palavra divinamente inspirada de Deus que serve como a autoridade escrita final para viver a fé cristã.

Os Batistas americanos celebram o fato de que a crença em Jesus Cristo assegura a salvação e a comunhão eterna com um Deus amoroso. Os eventos da primeira semana da Páscoa são as pedras angulares de nossa fé: a morte de Cristo, na qual Ele tomou sobre Si o pecado do mundo, e a Ressurreição, que deu prova de Seu triunfo sobre o pecado e a morte. A Sagrada Escritura sempre foi para os Batistas o guia autoritário e confiável para conhecer e servir o Deus que se revela como Criador, Salvador e Advogado.


2. Para os Batistas, a igreja local é a unidade fundamental da missão na vida denominacional.

As raízes Batistas datam de quatro séculos atrás para um povo que buscava a oportunidade de adorar a Deus como membros individuais de igrejas locais livremente organizadas e em livre funcionamento. Os Batistas sempre mantiveram a necessidade de congregações autônomas, responsáveis pela articulação de sua própria doutrina, estilo de culto e missão.


3. Os Batistas participam de duas ordenanças: o batismo dos crentes e a Ceia do Senhor.

O batismo, um ato de imersão total seguindo o exemplo de Cristo, é realizado por aqueles suficientemente maduros espiritualmente para compreender seu significado profundo e simbólico: a ressurreição para uma nova vida em Cristo. Através da Ceia do Senhor, ou Santa Comunhão, o pão e o cálice que simbolizam o corpo partido e o sangue derramado oferecido por Cristo lembram o grande amor de Deus por nós - assim como fizeram com os discípulos na véspera da crucificação de Cristo.


4. Os Batistas acreditam que o cristão comprometido pode e deve se aproximar diretamente de Deus, e que os dons individuais de ministério devem ser compartilhados.

Os Batistas sustentam que todos os que verdadeiramente buscam a Deus são competentes e chamados a se desenvolver nesse relacionamento. Eles têm rejeitado credos ou outras declarações que possam comprometer a obrigação de cada crente de interpretar as Escrituras sob a orientação do Espírito Santo e dentro da comunidade de fé. Os Batistas também celebram os dons especiais de todos os crentes, testemunhando que Deus pode usar cada um de nós no ministério.


5. Os Batistas levam a sério o chamado ao evangelismo e ao trabalho missionário.

O trabalho missionário Batista mundial é uma resposta ao chamado de Cristo para "fazer discípulos de todas as nações". Através dos esforços de nossos missionários em parceria com outros, ministérios de evangelismo, cura, educação e desenvolvimento tornaram o amor de Cristo conhecido no Brasil e ao redor do mundo.


6. Os Batistas apoiam a liberdade religiosa e respeitam as expressões de fé dos outros.

Como um povo cujos antepassados se uniram em resposta à intolerância, os Batistas têm valorizado a liberdade e a perseguido para milhões de pessoas em todo o mundo. Manifestações desse ideal incluem o apoio à separação da igreja e do estado, a defesa do direito de adoração livre de discriminação, e o levantamento do diálogo respeitoso como um meio saudável para a compreensão.


7. Os Batistas reconhecem que a família de Deus se estende além de nossas igrejas locais, e que Deus nos chama para ministérios cooperativos.

Os primeiros Batistas viram que a eficácia de seus ministérios seria maior através da cooperação com outros crentes. Hoje as igrejas trabalham umas com as outras e com o pessoal denominacional e em arenas ecumênicas locais e regionais para aumentar a vitalidade e o alcance de seus ministérios. Esse alcance se estende mundialmente através de nossas relações com a Aliança Mundial Batista, o Conselho Nacional das Igrejas de Cristo, o Conselho Mundial de Igrejas e outros grupos.


8. Os Batistas foram chamados para serem testemunhas de Cristo pela justiça e integridade dentro de uma sociedade quebrada.

Os Batistas têm sido liderados pelos mandatos do Evangelho para promover mudanças holísticas dentro da sociedade, como testemunhado por sua defesa dos afro-americanos libertados após a abolição da escravidão, o Movimento dos Direitos Civis, as mulheres na liderança da igreja e da sociedade, a responsabilidade ecológica, e muitas outras questões. Embora nem todos tenham a mesma opinião sobre como lidar com os desafios, os Batistas afirmam a necessidade de seguir o exemplo de Cristo, estando ativamente envolvidos na mudança da sociedade.


9. As Igrejas Batistas celebram a diversidade racial, cultural e teológica testemunhada dentro de seus membros.

As Igrejas Batistas atuais são o corpo protestante mais racialmente inclusivo. Representadas em nossas igrejas estão igualmente diversos estilos de culto, costumes culturais e abordagens à interpretação das Escrituras. Os desafios e oportunidades resultantes nos tornaram mais fortes - através de comunhão, respeito, apoio mútuo e diálogo, tudo baseado na crença de que a unidade em Cristo envolve crescimento e compreensão.


10. Batistas atendem ao chamado bíblico à renovação e à necessidade de um testemunho vital em um novo milênio.

Como pessoas de fé, os Batistas buscam a renovação e a revitalização. Informados por sua história e tradição, motivados pelas necessidades e desafios contemporâneos, e fortalecidos pela liderança de Deus e pelo exemplo e sacrifício de seu Salvador, os Batistas procuram trazer um testemunho transformador para um futuro desconhecido.